Artigos

Para agregar ao conhecimento

Editor de Texto: Quem é e o que Faz

Cristina Yamazaki 2
Universidade de São Paulo


Resumo

Há muitos nomes para denominar os profissionais do livro que “mexem” no texto alheio, e nem sempre se chega a um consenso. Com base nas principais obras da bibliografia brasileira sobre editoração, foi apresentada a concepção corrente de editor de texto e as tarefas envolvidas no seu trabalho, expondo a dificuldade de definir quem é esse profissional e o que ele faz. Por fim, buscou-se a proposta de uma abordagem conciliadora, que considerou também os elementos envolvidos na prática profissional.

Palavras-chave

Editoração; editor; editor de texto; preparação de originais; revisão de texto.

 

Introdução

Entre o texto digitado no computador e a brochura com capa, na estante ou na gôndola da livraria, há um longo percurso invisível aos leitores e muitas vezes até aos autores. Além do processo industrial óbvio de transformar bits em matéria — uma matéria atraente e vendável —, existe um processo sutil, que se insinua nos detalhes de cada letra e palavra do texto. Como explicou Antônio Houaiss em um simpósio sobre editoração promovido pela Fundação Getulio Vargas (FGV) em 1970, esse processo é necessário porque

em 90% dos casos, os autores não apresentam os originais nas condições desejadas para a editoração. [...] Mesmo quando lingüisticamente o texto esteja em situação ideal, um preparo prévio, rápido que seja, tem de ser feito: a normalização da editora. Entretanto, em 90% dos casos, o texto entregue pelo autor não corresponde àqueles requisitos mínimos exigidos para que possa ser submetido imediatamente à fase compositora e impressora, porque apresenta uma série de defeitos orgânicos. (HOUAISS, 1981, p. 51)

Embora Houaiss tenha exposto essas idéias há mais de três décadas e a produção editorial tenha se modificado bastante ao longo desse período, sua afirmação permanece válida. Os originais entregues pelos autores continuam exigindo um trabalho prévio antes de serem publicados como livros. E não apresentam apenas defeitos orgânicos, mas também problemas lingüísticos — nem repetiríamos a porcentagem citada, que já é alta, mas ousaria dizer que em 100% dos casos. Por isso, numa editora de livros, todos os originais passam obrigatoriamente pela edição de texto, que em geral (e idealmente) é composta das seguintes etapas3

  • Preparação de texto
  • Revisões de texto ou de provas, dividida em:
    Primeira prova: uma prova impressa é lida por um revisor
    Segunda prova: outra prova impressa é lida por outro revisor
    Terceira prova: não há leitura. Um terceiro revisor checa se as emendas pedidas pelo revisor da segunda prova foram incorporadas ao texto.

 

Veja mais +

Image